24 fevereiro 2015

Jovem preso por violência sexual se defende: 'Estava imitando 50 Tons'


Um aluno da Universidade de Illinois, em Chicago (EUA), preso por violência sexual se defendeu em uma delegacia dizendo que estava apenasrepresentando cenas do filme "Cinquenta tons de cinza"

Mohammad Hossain, de 19 anos, é acusado de ter convidado uma mulher, com quem ele alega que já tivera "intimidade", para o seu dormitório. Os dois estavam fazendo preliminares quando Mohammad assumiu o personagem sadomasô de Christian Grey e amarrou os pés e as mãos da parceira com cintos e pôs uma corda da boca da mulher

De acordo com o "Chicago Tribune", Mohammad vendou a parceira e tirou o sutiã e a calcinha dela. Depois, ele passou a golpear a mulher com um cinto. A promotora Sarah Karr disse que a companheira do réu começou a reclamar de dor e, aos prantos, pediu que ele parasse.

Mohammad não a atendeu e continuou a sessão sadomasô. Em determinado momento, a parceira conseguiu soltar os braços e as pernas, mas Mohammad se tornou ainda mais agressivo e investiu sexualmente contra ela.
A vítima conseguiu fugir do dormitório e pediu ajuda a um amigo, que chamou a polícia.

Na delegacia, Mohammad declarou que ele e a parceira haviam combinado reviver as cenas do filme, baseado na obra de E L James.
Recentemente, em Sinaloa (México), uma mulher foi retirada de um cinema que exibia o polêmico filme após ser flagrada se masturbando.


Nota Gilberto Theiss: Ao contemplar o futuro a única coisa me reserva é o desespero. O simples fato de observar o presente me é suficiente para entender que, o mundo entrará em colapso moral, claro, caso Deus não intervenha  efetuando sua derradeira visitação. No entanto, nem todos acreditam, como afirma as profecias bíblicas, na intervenção divina. Para estes, o que posso lhes garantir, mesmo sem a perspectiva de um Deus que trará acerto de contas sobre a terra, que o colapso moral é inevitável. A promiscuidade e violência, munida de todo aparato libertino de repugnância sexual, trará um preço impagável e inafiançável nos débitos humanos. A conta bancária da imoralidade humana está no vermelho há muito tempo e o pranto e ranger de dentes está mais perto do que se imagina. O que dói mais em toda essa história é ver aquilo que deveria ser a imagem e semelhança de Deus se tornar tão vil, tão baixo, tão repugnante a ponto de superar os limites da irracionalidade e da anti-intelectualidade. Na busca desenfreada pelo prazer, se comete as coisas mais aborrecíveis e abomináveis existente na esfera terrena. A transgressão atinge o limite do limite e o seu resultado é tão deplorável que nos faltam palavras capazes de descrever com exatidão a podridão do comportamento humano. Ellen White considera que “O atual peso de sofrimento e angústia que vemos por toda parte, a atual deformidade, decrepitude e imbecilidade que agora inundam o mundo, tornam-no, em comparação com o que poderia ser e Deus designou que fosse, um hospital; e a geração atual é débil em poder mental, moral e físico. Toda esta miséria tem-se acumulado geração após geração, porque o homem caído transgride a lei de Deus.” (Mente, Caráter e Personalidade, pág. 416). Portanto, estamos no fim. O que nos falta agora é apenas o reavivamento espiritual para provocar a lei dominical, sacudidura, perseguição final e retorno do Rei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Outras Postagens semelhantes

Related Posts with Thumbnails