11 junho 2015

Arqueólogos encontram igreja de 1.500 anos em Israel

Homem anda em local de escavação onde igreja de 1.500 anos foi achada por arqueólogos perto de Jerusalém, em Israel (Foto: Ronen Zvulun/Reuters)

Descoberta ocorreu durante obras de ampliação de rodovia.

As autoridades arqueológicas de Israel anunciaram nesta quarta-feira (10) que encontraram uma igreja bizantina de 1.500 anos de idade que atendia viajantes que se dirigiam a Jerusalém, informaram fontes oficiais.
A descoberta foi feita perto da cidade árabe de Abu Gosh durante as escavações de ampliação da Rodovia 1, que liga Jerusalém a Tel Aviv, informou a assessoria de comunicação da Autoridade de Antiguidades de Israel (AAI).

Segundo os especialistas, trata-se de uma igreja que fazia parte de um complexo de uma parada na estrada para os viajantes que se deslocavam entre Jerusalém e a costa mediterrânea. Está situada perto de uma fonte de água conhecida em árabe como Ein Naqa, nos arredores da atual cidade de Bet Neqofa.

 A igreja tem 16 metros de comprimento, uma capela lateral de 6,5 por 3,5 metros, com piso de mosaico branco, um batistério em formato de árvore de quatro folhas e paredes que já estiveram decoradas com afrescos.
Em um dos quartos adjacentes ao templo cristão foram encontradas grandes quantidades de azulejos de cerâmica e lâmpadas de óleo, moedas, copos de vidro, fragmentos de mármore e conchas de madrepérolas.
Annette Nagar, diretora da escavação, disse que o complexo foi construído ao lado da estrada que levava a Jerusalém, provavelmente no período romano.

"Esta parada de estrada deixou de ser utilizada no final do período bizantino, mas a via que existe a seu lado foi renovada e continuou sendo utilizada até os tempos modernos", detalhou Annette na nota.
  
Luminária antiga foi encontrada em escavação de igreja de 1.500 anos em Israel (Foto: Ronen Zvulun/Reuters)
Direitos: (G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Outras Postagens semelhantes

Related Posts with Thumbnails